segunda-feira, 19 de novembro de 2012

1001 + 24 - Ária desconexa para zepelim e olhos distraídos


para a poetinha Daniela Delias que tem na memória um zepelim


Se tu viesses feito encanto
Leite derramado
sol em pranto
Rima ou rímel
anel ou brinco

eu te veria veia à mostra
astrolábio, solilóquio
asa de bem-te-vi
helianto em espanto
vestida em gris





7 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Cada palavra de teus seus versos são palavras que me encantam...astrolábio, solilóquio, helianto...Juntas são um espanto!
Beijos,

Daniela Delias disse...

Vamos passear de zepelim?

Lindo, poetinha. Como tudo o que fazes com as palavras!

Cheiro,

Dani

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog , que me chamou à atenção li a primeira postagem e folhe-ei mais lagumas, é um blog feito com muito entusiasmo, e dedicação, gostei do conteúdo e quero deixar os meus parabéns, quando encontro um blog bom deixo sempre um comentário e um convite.Ficarei grato se me der a honra da sua visita no meu blog O Peregrino E Servo. Se desejar seguir eu sempre vou retribuir seguindo seu blog também.
Sou António Batalha, portugues e cristão evangelico. Deixo a minha benção, e a paz de Jesus.
PS.Ao seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog, para que possa segui também.

Verso Aberto disse...


ê Daniela!

de olhares
esparramados





Bípede Falante disse...

Oh, que lindo poema e que linda menina :)

beijoss

Anônimo disse...

Encanto-me com a tua capacidade de criar. A tua imaginação inventiva faz a gente ficar encantada com a facilidade de tua criação. Sou tua fã, de coração. Adoro ler-te. Beijos.Teu poems são MAAAAAAAAAAARA!!!

Valdenir Cunha da Silva

eurico portugal disse...

e o olhar torna-se mais leve do que as palavras, hélio, papagaio, asa e voo. ou não tivesse a dani pele de nuvens.

abraço para ti e um beijo nela!