quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

1001 + 40 - Ensaio instável sobre os princípios gasosos da matéria


Quem disse que tu és quimera
Se estás inteira aqui na pele
Enquanto prossigo e respiro
E até os meus olhos singram
Por este oceano que tu miras
(As unhas crescem e os cabelos
Se atormentam de vento)
E mesmo os navios reorientam
Bússolas, reordenam mapas
(Quando fores estuário
Quando fores marés
Quando fores vazante)
E feito Ulisses avisto a Ítaca
E as tranças de Penélope
E preparo o corpo para mãos
Nesta imensa solidão e ruína 

18 comentários:

Luiza Maciel Nogueira disse...

belíssimo Assis!! E parabéns, parabéns!

Beijos

Primeira Pessoa disse...

feliz aniversário, poeta.
e que na nova idade a vida lhe dê serenidade e loucura na medida certa de sua precisança.

beijão, zé-de-assis.

Lídia Borges disse...


Trago um beijo de Parabéns e um girassol.

Lídia

Lau Milesi disse...

Mais um de seus alumbramentos,poeta Assis.Lindíssimo!!

Deixo,mais uma vez,um triplo parabéns:
pelo seu livro,pelo seu niver e por essa obra linda.

Bom Dia!

Tania regina Contreiras disse...

Sempre mil e um mais um, mais um e mais um...abraços e muitas felicidades, Assis!
Beijos,

Adri Aleixo disse...

Bravíssimo, Assis!

Não poderia passar pela vida sem conhecer você(quero fazê-lo pessoalmente também).

Beijocas!!! Parabéns, mais uma vez.

Állyssen disse...

Tem um cheiro nostálgico, como quando leio meus livros preferidos... e eu gosto.

=)

Batom e poesias disse...

E eu achando que tinha encerrado nos 1001 seu "Xerazade" de meia tigela.
Avisa ao menos, pois agora tenho quarenta para ler de uma tacada só, coisa impossível de se fazer em se tratando de poemas seus.
Vou devagar.

Que bom que além de prosas, continua na poesia.

Bjcas
Rossana

Adriana Godoy disse...

Assis,quanta inspiração, poeta! Bom te ler nesse espaço de mais de mil e quarenta poemas! Continue sempre! Beijo

Adriana Godoy disse...

Assis,quanta inspiração, poeta! Bom te ler nesse espaço de mais de mil e quarenta poemas! Continue sempre! Beijo

dade amorim disse...

Um grande prazer vir aqui e ler os poemas que prosseguem germinando por aqui...
Bj

Verso Aberto disse...

parabéns pelo aniversário poeta

pai da matéria
aos poros em erupção

abração

Jorge Pimenta disse...

as letras a vergarem a quimera. assim se definem os princípios gasosos da matéria.

abraço!

eurico portugal disse...

abraço de aniversário, assis!

assembleiabelem disse...

Conheça minhas poesias

http://www.filmagem.br22.com/

Por que você faz poema? disse...

Reorientar bússolas,
reordenar mapas,
e se perder na poesia.

Ana Cecilia Romeu disse...

Assis, moço-poeta!
Por vezes, a direção não faz sentido nenhum, do contrário, o sentido nos dá a direção.
Beijos, muito belo!

Adriana Riess Karnal disse...

e tu és tu nessa mesma pele?
ai, ai que bonito, guri ;)