quinta-feira, 4 de abril de 2013

1001 + 59 - hoje me embriago por um amor ou um café


Quando o poema chega
Vem vadio feito inferno
Trajando um riso de lua

Então, feito cão em desterro
Tenho que uivar meus erros

5 comentários:

eurico portugal disse...

quando o poema chega... há uma mão que se entrega ao predador.

p.s. uivar erros - imagem perfeita, esta!

abraço!

Adriana Godoy disse...

uivemos, pois! beijo

Wanderley Elian Lima disse...

Quando ele chega, a única alternativa é poetar.
Abraço

Malu Silva disse...

Então tá! Que uivemos para os erros se tornarem acertos.
Abraço

Cris de Souza disse...

Tua lira é digna de brinde!