sexta-feira, 14 de junho de 2013

1001 + 74 - Acendendo a vela para Dario com um cigarro (com um cigarro acendendo a vela para Dario)

p/ Dalton Trevisan

hoje vário silêncio me acompanha
feito a solidão de um anjo morto
na castidade do olhar

hoje me acompanha silêncio vário
feito um anjo morto da solidão
no olhar da castidade

6 comentários:

Lídia Borges disse...


Dançam em pontas as palavras
As palavras em pontas dançam


Um beijo

Tania regina Contreiras disse...


De ponta a cabeça, a poesia sempre! :-)

Beijos,

eurico portugal disse...

o cigarro como cruzado para anjos mortos e silêncios vários - a certeza de que a chama não queima, mas con.some...

abraço!

André Foltran disse...

Fizestes bem o poema a Dalton, o mestre em combinar palavras.

Grande abraço!

NeusaMarilda_Lavienrose disse...

Parabéns! Muito bom..

Benilton disse...

Silêncio no volume máximo
para a dança de pensamentos mil.