sexta-feira, 24 de maio de 2013

1001 + 69 - por ti cometeria os pecados mais singulares II


eu vou ficar esperando pelo cigarro
pela última estrela
pelo latido aflito dos cães
pelos poemas que não foram escritos
pela caligrafia rasgada de nomes
eu vou ficar esperando
por um nada, um vazio, um caos
até o peito explodir como uma galáxia

4 comentários:

Ingrid disse...

doce espera...
doces pecados..
beijo poeta..bom final de semana.

Tania regina Contreiras disse...


Pecados singulares, ah, como quero aprendê-los!

Beijos, poeta.

Verso Aberto disse...


e quanto chega
é o pecado que nos salva
e nos leva ao paraíso

abração

eurico portugal disse...

esperas singulares em pulsação plural: assim se fazem as verdadeiras explosões do homem.

abraço!