sexta-feira, 1 de março de 2013

1001 + 49 - fragmento ctônico para górgonas


não me cobre o olhar:
da trança de medusa
- prefiro ser pente



8 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Perfeito.
Abraço

Primeira Pessoa disse...

cabelo no pente de medusa.
ja imaginou?

abração, zé de assis.

Tania regina Contreiras disse...


Surpreendente. Tu. E o que nasce dessa imaginação. Reverencio e aprendo.

Beijos,

Joelma B. disse...

não te cobro... serpenteio-te!!


:)

beijo!

eurico portugal disse...

ser pente na trança da medusa - e toda a terra a ondear na peugada do poema.

abraço!

Nanda Assis disse...

adorei, kkk. por isso nem uso trança.

bjosss...

Álly Ferreira disse...

essa imagem me deixou mal...

=p

Adriana Godoy disse...

Ai! Ui!