terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

495 - aqueles dias amanheciam ferozes de alegria

por vezes sinto o cheiro de mar que invadia
a silhueta das vidraças em suas vazantes
e acintosamente vinha se debruçar na varanda
tu eras a efêmera aparição dos dias ensolarados
a atiçar desejos e bailados a cada passo
eu era o gira, o gira ao teu redor
satélite gravitando sob tuas sápidas oferendas

22 comentários:

Angélica Lins disse...

"...tu eras a efêmera aparição dos dias ensolarados a atiçar desejos e bailados a cada passo"


Aff isso foi de ... ARREPIAR [risos]

Luiza Maciel Nogueira disse...

Um sonho Assis! Os teus versos são um sonho! Beijos!

LauraAlberto disse...

lembrança perfeita
Beijo
Laura

Lou Vilela disse...

"Dias [...] ferozes de alegria" e "sápidas oferendas":

imagens que prendem...

AC disse...

O canto dos dias felizes...

Abraço

Everson Russo disse...

Que essa efemera aparição seja a alma da poesia e do coração...abraços....

Wanderley Elian Lima disse...

Lembranças eternas, de momentos felizes.
Abração

Tania regina Contreiras disse...

Efêmeras aparições consteladas em poesia!
Beijos, Assis

R.B.Côvo disse...

De todos que li até agora, este parece-me o melhor, e lá vamos nós gravitando como satélites ao seu redor. Um abraço.

Lara Amaral disse...

...catavento de maresias.

Belo, amigo!

Beijo.

Bípede Falante disse...

Assis, tu és é um moinho enlouquecido de poesias que giram de dentro para fora e aqui fora nos fazem rodar ainda mais doidos do que tu :)
Beijos

Maria Andrade disse...

meus olhos a acompanhar

Mirze Souza disse...

ASSIS!

Demais a ferocidade na alegria!

Beijos, poeta MIL

Mirze

Cris de Souza disse...

lembrança de girassol...

beijo!

Lívia Azzi disse...

Alegria feroz dói no meu corpo todo...

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"tu eras a efêmera aparição dos dias ensolarados"
efêmeras coisas que viram dias de lembranças interminaveis

Jorge Pimenta disse...

cheiros de mar em versos de maresia no pretérito imperfeito... ah, spray salgado de saudade...
um abraço!

dade amorim disse...

Dias que deixam tanta saudade e marcam a vida.

Beijo, amigo.

Ribeiro Pedreira disse...

quando a saudade segue sob a égide de ventos curvilíneos.

Ingrid disse...

alegria transbordante em cheiro de maresia..
delícioso Assis..
beijos

Gosta/Cabelo disse...

lindo poema... me fez sentir uma profunda saudade não sei de quê

adorei o blog. é dificil acreditar que alguem escreva tão belos poemas todos os dias...

Não visitem nosso Blog Musical:
http://alvoradadosom.blogspot.com/

Í.ta** disse...

por isso que aqueles dias amanheciam ferozes de alegria.

ótemo!

abraços.