segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

501 - dicionário fundamental de alfarrabista


eu rezo por um poema mínimo
faço prece pela poesia pouca
para que se gaste menos a palavra
e se arrisque mais a saliva

21 comentários:

Jorge Pimenta disse...

e há tanto suco a escorrer de pequenos frutos.
abraço, assis!
p.s. já cheira a índico :)

Everson Russo disse...

E muita essencia,,,muito conteudo,,,abraços de bom dia...

Wanderley Elian Lima disse...

Economizar poema, é regular sentimentos.
Abraço

José Vitor disse...

Meu amigo, tenho certeza que nem Ruy Barbosa com a inteligência que tinha, conseguiria por sentido conciso em tão poucas palavras... assim... como tu faz! meus parabéns.
Digo isto por que além das belas poesias, tenho certeza que és humilde, e tens uma caridade bonita!

meus parabéns de novo,

Rejane Martins disse...

quinhentos e um,
a saborear entremeio,
nem sempre estou na metade.

R.B.Côvo disse...

Muito bom mesmo. Abraço.

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Ò poeta de poéticas feiras fartas,
Já (ultra)passam os quinhentos teus mil e um poemas: daqui a pouco queremos livro de duas mil páginas, coligidas ali as palavras que formam o dicionário sentimental de alfarrabista...

Abraço poético,
Ramúcio Pedro.

Luiza Maciel Nogueira disse...

é isso! quando menos é mais :)

beijos

anin disse...

... e a saliva seja apenas poesia liquida a escorrer no corpo do poema.

Analuz disse...

Poema do meio do caminho... Chegaste à metade de um infinito...

Tuas preces continuarão sendo atendidas!

Beijinho de Luz!

Mirze Souza disse...

ASSIS!

Que beleza! Faço parte dessa reza!

Beijos, poeta MIL!

Mirze

Domingos Barroso disse...

Poema vasto!

E a saliva gasta
um oceano
...

Forte abraço,
irmão Assis.

Malu disse...

Assis,

E eu rezo por nossa poesia de cada dia.
Lindo haikai.


Bjo.

Ingrid disse...

o falar e o poetar..
tão fundamentais..
beijos Assis.

Eder Asa disse...

Só tudo isso... Também desejo!

Alicia disse...

É chavao, mas é verdade.
O que importa é qualidade e não quantidade.

dade amorim disse...

O poema vital pode ser bem curto e muito belo, como esse.

Cris de Souza disse...

tu és o máximo!

ErikaH Azzevedo disse...

E qdo são as palavras que nos deixam com agua na boca em ? Será que valeria a pena?

bjos procê.

Erikah

LauraAlberto disse...

qual o deus a quem rezas? ouvirá ele os meus pedidos?
Beijo
Laura

Versos e Tintas disse...

ASSIS,

Que belos são seus poemas.
Abraços.