domingo, 25 de dezembro de 2011

808 - variação com intermezzo para cortes dúbios

sinto-me lâmina na palavra punhal
dou-me lavra de fio no esmerilhar
e com esmero incito corte e risco
no gume que desliza sobre a folha

sinto-me lamina na palavra punhal
ao fazer geografia nos interstícios
que soletram substantivos de aço
na morada espessa de uma adaga

7 comentários:

Blog do Akira disse...

Já estou ficando triste e angustiado porque o 1001 está chegando.

Ira Buscacio disse...

Assis querido, um Natal pra todos os seus dias, com meu carinho, bjs

dade amorim disse...

"lâmina na palavra punhal" porque cada vez mais afiado, a cada dia mais agudo, arguto, veloz?
Que teu dia esteja sendo muito bom e contente, Assis.
Beijo.

Eder Asa disse...

"Eu quero que esse canto torto
feito faca
corte a carne de vocês"

Assim, né? rs

MIRZE disse...

Bravo, ASSIS!

Sentir-se lâmina, é saber-se sempre pronto e afiado para qualquer batalha.

Beijo

Mirze

Jorge Pimenta disse...

lu/aminoso!!!
até o aço pode quebrar...

Rejane Martins disse...

do vento leste,
gumes banhados de B(si).