terça-feira, 18 de janeiro de 2011

467 - sonata, perfume e piazzola

quem sabe dançar o tango
na desmedida das horas
ou esperar o silencio
como atestado de óbito

24 comentários:

Joana Masen disse...

dramático como um tango.

bjo!

Cris de Souza disse...

tango, toque, tanto...

beijo sonoro!

Everson Russo disse...

Melhor o tango,,,muito melhor...abraços de bom dia.

teca disse...

Ah... sou mais o tango e o perfume de rosas...
Beijos, poeta.

CARLA STOPA disse...

À sensualidade do tango...

Wanderley Elian Lima disse...

Saber viver momentos antagônicos, é sabedoria.
Abração

Tania regina Contreiras disse...

Terminei o Ulisses no Supermercado, Assis. Você é ótimo na prosa e nos versos. Agradeço pelo prazer de ler. Sou sua fã, acho que vc sabe.
Beijos,

Mirze Souza disse...

ASSIS!

Se me permite, fico com o Tango, embora adore o silêncio.

Beijos, poeta MIL!

Mirze

Mirze Souza disse...

ASSIS!

Se me permite, fico com o Tango, embora adore o silêncio.

Beijos, poeta MIL!

Mirze

Jorge Pimenta disse...

não sei dançar o tango. de silêncios sei alguma coisa. entre um e outro, deixei de crer em esperas...
abraço, poeta amigo!

Oria Allyahan disse...

Quase trágico...

Grande abraço, moço!

^^

Sandra Botelho disse...

melhor dançar o tango...Bjos achocolatados

André HP disse...

Vinho, vi uvas, viúvo.

Abraço, poeta.

Zélia Guardiano disse...

Dançar o tango, meu querido, dançar o tango...
Versos lindos!
Abraço

Lívia Azzi disse...

Mirze e Jorge escreveram o que passou por meus pensamentos ao ler seu poema intenso e sublime.

Um beijo, Assis.

Lara Amaral disse...

Aaahhh...

Adoro te ler!

;)

Mulher na Polícia disse...

Tô na fila pra dançar esse tango.
: )

Marcantonio disse...

Libertango!

Abração!

Daniela Delias disse...

Meu querido... não tenho passado aqui tanto quanto gostaria, mas quando passo fico sem pressa, e não perco um poema escrito nos dias de ausência...segues maravilhoso. Bjo, saudade tbém.

Ingrid disse...

Assis,
a sensualidade do tango não deixa o silencio esperar..
beijo.

Ribeiro Pedreira disse...

o tango é o óbito do desalento. perfeição poética!

Contos da Joii disse...

Entre tango e silêncio, tango, claro.
Saudades de ti poeta Assis.

LauraAlberto disse...

it takes two to tango
beijo
Laura

LauraAlberto disse...

it takes two to tango
beijo
Laura