quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

860 - auto de invocação para espinhos e saudades IV


Eu me debruço sobre a tua geografia de abismos
És-me o horizonte das mais castas incertezas
O arredio caminho de rútilas incoerências

Sobre as tuas espáduas florescem os efêmeros
A misteriosa ascensão de girassóis e relâmpagos  

16 comentários:

Everson Russo disse...

Uma sensual geografia a se estudar...se perder...abraços de bom dia.

.maria. disse...

o primeiro verso já matou a pau!

Rejane Martins disse...

Todo dia e não é tudo sempre igual, asas de magia em linhas cotidianas.

dani carrara disse...

"espáduas" ...:)

que palavra linda! nem quero saber o que é.

um beijo

Anônimo disse...

Nossa!

Vais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Celso Mendes disse...

quando se começa uma leitura debruçado sobre uma desejada geografia de abismos e se termina entre girassóis e relâmpagos creio que não se tem mais nada a comentar. só a contemplar.

abraço, poeta.

Verso Aberto disse...

lembranças
girachuvas em tormenta à beira do abismo


um legítimo Assis

abs amigo

Luiza Maciel Nogueira disse...

Espetáculo! Imagens de outro mundo. beijo

Vais disse...

Assis,

um auto de pura e misteriosa elevação

é um prazer

beijo

=> * resumi o anterior * <=

Mirze disse...

ASSIS!

A cada dia, melhor! Essa "misteriosa ascensão de girassóis e relâmpagos" MATA.

Mas é bem vinda essa morte!

Beijo

Mirze

Anônimo disse...

cada vez mais grandioso, mesmo no abismo

beijinho [com admiração]
LauraAlberto

M.C.L.M disse...

"Sobre as tuas espáduas florescem os efêmeros..."

No caminho entre girassóis e relâmpagos, o abismo é horizonte da tua geo-grafia querido Assis.

Bj.

dade amorim disse...

Esses efêmeros é que nos perdem.

Beijo beijo.

Jorge Pimenta disse...

quantas geografias têm cada abismo? deixei de querer viajar do lado de fora de mim...

abraço!

Andrea de Godoy Neto disse...

esse é maravilhoso!

começa com abismos... e eu gosto tanto de abismos...


efêmeros florescendo sobre espáduas é o que há de belo.

beijo