domingo, 22 de abril de 2012

927 - prosa rasa de espanto e pertencimento


no dia em que eu estarei em ti
será o nunca mais da ausência
a reunião de todos quereres
em súbita e líquida anunciação

11 comentários:

Andrea de Godoy Neto disse...

amém!

pertencer, às vezes, é perder-se...


[Assis, querido, este poema enterneceu meu dia... o de ontem que ainda não findou, e o de hoje que ainda não começou...]

beijo

Lídia Borges disse...

Muito sugestivo, nas linhas e nas entrelinhas.

Um beijo

Everson Russo disse...

E que nunca mais se sinta essa ausência...abraços de boa semana.

Joelma B. disse...

neste dia, a única ausência será a das distâncias!

Beijinho, mestre Assis! Bom domingo!

Samara Bassi disse...

Será essa uma espera(nça), sem desesperar.

Desespero é o que me dá ao pensar que o teu mil e um poema, está tão próximo :/

Beijos meu querido.
Sam.

Daniela Delias disse...

Seja, seja...

Bjo!

Anônimo disse...

"em súbita e líquida anunciação"
Linda imagem que brota "

Beijo

\Mirze

LauraAlberto disse...

o encontro depois dos caminhos trocados

beijo

dani carrara disse...

belo.

quase -
in.versão de sentido
imersões de s entidos


bj

dade amorim disse...

Os belos planos...

Beijo beijo.

Jorge Pimenta disse...

e em ti me encontro... em ti me perco. dessa massa se fazem os mundos.

abraço, assis!