segunda-feira, 5 de março de 2012

879 - prelúdio para areia e solidão


ando esquecido das tuas miragens
eras tão oásis nas minhas vistas

11 comentários:

Luiza Maciel Nogueira disse...

Belíssimo, caro Assis. As miragens hão de se renovar.

beijos

LauraAlberto disse...

as miragens são meras ilusões de óptica causadas pelo índice de refracção [esta minha profissão de professora manifesta-se nas piores situações, rsss]

tu, Assis vês sempre mais que miragens em oásis distantes

Beijinho
Laura

[a Laura é novinha mas tem bons mestres, como tu...]

Everson Russo disse...

Bem forte,,,o esquecimento as vezes nos mata....abraços.

Fred Caju disse...

Porra!

Vais disse...

miragens, ilusão, sonhos
dor, desejo, vontade

beijo

Adriana Godoy disse...

Boa, Assis,

curto e certeiro.

Beijo

Tania regina Contreiras disse...

Em doiis versos, encanto!

beijos, querido...

Celso Mendes disse...

miragens sempre voltam quando a sede é grande.

belo, meu caro.

abraço.

MIRZE disse...

Assis!

Um dia há de chegar, quando ainda não sei que vais tirar leite das pedras. Chover em deserto e otrascositasmas.

Belo!

Beijo

Mirze

dade amorim disse...

Há gente que é mesmo oásis para os olhos. Lindo.

Jorge Pimenta disse...

ai, esses olhos que ardem como vidros no extremo do sol quebrado...