terça-feira, 29 de março de 2011

537 - sobre o ofício das madrugadas de ócio

às vezes me pego com a sensação
de vazio tão imensa que não há ar
que me preencha de pulmões

23 comentários:

Por que você faz poema? disse...

"Já estou cheio
de me sentir vazio".

Everson Russo disse...

Tambem sinto constante esse vazio,,,abraços de bom dia.

Ira Buscacio disse...

Assis, querido!

Brilhante! O título já se faz poema.
bj e linda semana

Anna Amorim disse...

Poucas palavras plenas na expressão do vazio. Um vazio que habita.

Adoro como tece com as palavras.

Amigo poeta gratificante quando ocorre a transição do vazio em serenidade, tão difícil fazer esta passagem, por vezes, muitas vezes.

Beijos e um semana plena de inspirações!

Raíz disse...

BELO TROCADILHO!

Esse tá bom demais!

Beijos

Mirze

Raíz disse...

BELO TROCADILHO!

Esse tá bom demais!

Beijos

Mirze

Zélia Guardiano disse...

Ai, meu querido Assis, um universo de vazio dentro da gente...
Que versos significativos!
Abraço da Zélia

Silenciosamente ouvindo... disse...

Pois é esse vazio que nos preenche...Um beijinho

Sam disse...

é para mim, a mesma sensação da de olhar a cidade de cima e ainda assim, não encontrar o meu lugar no mundo.

Meu beijo, Assis querido.

Luiza disse...

é a abertura na qual o homem é caracterizado - o homem é um vazio que abriga o mundo em seu coração.

beijos Assis!

Celso Mendes disse...

Há vazios que nos preenchem de vácuos...

Belo.

Abraço!

Sandra Botelho disse...

Quando este vazio vem a tona...nada o preenche.beijos achocolatados

Analuz disse...

Sensação de vazio que preenche...

Beijinho de Luz, Assis!

dade amorim disse...

Sei como é. Perde-se a fé nas vísceras, só o vazio fica.
A madrugada é o período mais perigoso do dia.
Beijo beijo.

Tania regina Contreiras disse...

É que o vazio não é de ar...e esse vazio (conheço) é um começo de algo grande, quase sempre, eu acho...
Beijos, Poeta!

Ingrid disse...

por vezes não os há..
tantas vezes..
beijo poeta querido..

Lívia Azzi disse...

O vazio provoca as maiores ins-pirações...

Beijo!

Alicia disse...

Am-ar-drugada.

Fernand's disse...

quando bate esse vazio, leio.


fico tão cheia, tão lotada, que quase flutuo.




bjsmeus

Wilden Barreiro disse...

quase o mesmo se dá comigo quando bebo para esquecer o vazio: não há álcool que me preencha de rins, fígado e pâncreas.

abraço

Vais disse...

Ai, Assis,
meus ais desta sensação de um imenso vazio, sem palavras, ainda que sejam um jeito da expressão e em determinadas circunstâncias, só delas podemos nos valer

as madrugadas, mesmo de ócio,mesmo de todas as ausências, tenho pra mim, encantadoras e libertas, onde germinam criações, tenho uma coisa assim, de ser mulher da noite e das madrugadas :)

beijo, querido poeta

Bonetti disse...

"vazio agudo / ando meio cheio de tudo" - Leminski

desse ofício, parece que os poetas entendem melhor que ninguém... bjos.

Cris de Souza disse...

cantemos com chico:

" é sempre bom lembrar que um copo vazio está cheio de ar... "