sexta-feira, 4 de junho de 2010

235 - Fantasia para ninfa e jardim

p/ Lara Amaral

Da moça feita de azul e laranja
Se lançam rimas de lua e lavra
Na trança que tece fino arrebol

Flor de estio em luz e devaneio
Debruçada em dobra e coberta
Feito cândida alegoria pastoril

Queria eu de inventos produzir
A mais perfeita alquimia sonora
Capaz de cumprir o rito da flora

No canto doce de torre e castelo
Ver descortinar-se o lume pueril
Da mecha escondida em pétala

27 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Queria eu de inventos produzir
A mais perfeita alquimia sonora
Capaz de cumprir o rito da flora


Lindo.

Mirze Souza disse...

O rito da flora!

Lindo, Assis!

Larinha merece!

Beijos

Mirze

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"Capaz de cumprir o rito da flora
' e quem nos será capz de comprir isso?

nina rizzi disse...

"linda, como juíz de fora".

Isabella Nucci disse...

Assis, mais uma vez tenho que admitir a minha admiração! Estes versos estão impecáveis e trazem belíssimas imagens... "No canto doce de torre e castelo
Ver descortinar-se o lume pueril
Da mecha escondida em pétala"
Lindo!

Lara Amaral disse...

Sua alquimia é mágica
transformou pedrinha de cascata
que rola sozinha
em flor de campo
azul-alaranjada

Vc sabe o que eu disse após te ler, né? "Ai!" Ai, de uma dor boa de sentir, quando alguém toca de uma forma que poucos conseguiriam. O que posso dizer, meu amigo? Obrigadíssima e, sim, ganhei o dia. Ando precisando de ganhá-los ultimamente, e poucas coisas me ajudam a consegui-lo, uma obra-prima dessas é a mais feliz delas!

Beijo de flor e abraço de cobertor em ti!

Lou Vilela disse...

Assis, lapidaste uma jóia de poema para uma jóia de pessoa! ;)

Beijos

Ribeiro Pedreira disse...

azul e laranja
poesia sem franja

Marcos Satoru Kawanami disse...

tá bem na fita!

Manifesto Interno disse...

Muita sensibilidade do poeta! Lembrou-me Neruda, e isso é como sentir brisa suave em palavras,
muito doce! Diria, na medida...

abraços poéticos

Nydia Bonetti disse...

Mas tua poesia é pura alquimia, Assis e Lara é daquelas pessoas raras, onde a natureza exagerou. :) Jardineiro e flor, eu vi por aqui. beijos.

Sandra Botelho disse...

Belissima... Bjos achocolatados

Zélia Guardiano disse...

Ai, Assis...
Penso que todos gostariam de homenagear esta querida menina Lara, e você o faz tão lindamente!
Parabéns!
Um grande abraço.

Marcantonio disse...

"Queria eu de inventos produzir
A mais perfeita alquimia sonora"

Mas é o que você consegue sempre, Assis, e aqui de maneira muito terna.

Abração!

Mai disse...

Das coisas mais belas que li nos últimos dias.
A Lara inspira e você cria esses tudos.
Belíssimo! cheiros

angela disse...

Lindo poema e perfeito para ela.
beijos

Canteiro Pessoal disse...

Freitas, belíssimo!

Abraços.

Priscila Cáliga

Gerana Damulakis disse...

Muito bom, ritmo envolvente e cativante.

Júlio Castellain disse...

...
Bom demais.
Meu abraço.
...

dade amorim disse...

Que ritmo perfeito essa musa inspirou, Assis!

Beijo beijo.

dade amorim disse...

Assis, se você não se opõe, estou deixando um poema seu lá no Inscrições - o poema-amigo de hoje.
Beijo.

Tania regina Contreiras disse...

Belo, como sempre, e terno: muito bom, Assis!
Abraços,
Tania

Jorge Pimenta disse...

hoje chego tarde aqui, assis, mas é-me, já, incontornável apear-me nesta estação de caminho-de-ferro onde as guias são cabelos enlaçados nas mais finas flores de lis.
um abraço!

Adriana Karnal disse...

Lara é musa, vale a pena (en)cantá-la.

Cris de Souza disse...

Faz jus à beleza...

Batom e poesias disse...

Minha amiga Lara, é abençoada por versos.

Os dela e de outros poetas que conseguem produzir a mais perfeita harmonia sonora para homenageá-la.

Gostei muito.
Parabéns

Rossana

Luiza M. Nogueira disse...

De cantos, magias e alquimias...o mundo está repleto de poesia.

bj.