quarta-feira, 16 de junho de 2010

247 - Haikai pueril


Ouço ressoar de outrora
Carnes se encontrando
Em sutil prima vera

20 comentários:

Zélia Guardiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zélia Guardiano disse...

Assis, meu querido
Estamos já no número 247 e nunca houve um só poema de hoje, que fosse menos lindo que o de ontem...
Você tem a chave...
Grande abraço, amigo!

Everson Russo disse...

Que se encontrem sempre em todas as primaveras....abraços de bom dia.

Luiza M. Nogueira disse...

Um belo haikai!

Bjs.

Lou Vilela disse...

Bem-vindos os encontros, em qualquer estação! ;)

Beijos

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

ressoar de coisas talvez em saudades, da Prima Vera

Insana disse...

Estou em um momento que é fificil de ouvir algo, ainda bem ter seus poemas para ler parece que na leitura palavras em forma de letras o sentimeto de faz menos complexo..

Bjs
Insana

Tania regina Contreiras disse...

Pueril e delicioso haikai!

Abraços, Assis...
Tânia

Lara Amaral disse...

Encontro carnal:
estalar de ossos
palpitar de cílios


Abraço, poeta.

dade amorim disse...

Poema de um bom encontro, lembrança mais gostosa.

Abraço pra você.

Vanessa Souza Moraes disse...

Prefiro os invernos gélidos :)

nina rizzi disse...

seu poema se encontrou com o que fouad talal nos fez - às putas resolutas -, lá no seu versos de cor.

ah, eu queria tanto que esse fosse uma anunciação. que maravilha, meu querido.

um beijo.

Jorge Pimenta disse...

nesta sinfonia do corpo, escuto murmúrios, toco texturas, assis-to a bailados, dedilho aromas e saboreio o doce paladar do amor.
um abraço, poetaço!

Fred Matos disse...

todos invernos temos
primas veras
outras outonos verão

Grande abraço

Gerana Damulakis disse...

Imitarei sua leitora Zélia e também recorrerei a Drummond ao levantar a questão da chave: sim, vc tem a chave.

Marcantonio disse...

Onde há o encontro das carnes não pode haver puerilidade. Hai kai pueril, mas se levanta adulto e nobre (paráfrase desajeitada essa minha!).

Continuando leitura, entusiasmado.

Abração!

Maria Vieira disse...

haikais são geniais. principalmente os paradoxos.
bjos!

ErikaH Azzevedo disse...

Gostei da brincadeira com a prima vera...rsrsrs

Esse barulho das carnes que se encontram é sempre sinfonia ao meu ouvir...rs

Bjos menino.

Erikah

Mirze Souza disse...

Assis!

Um HaiKai obra prima! O outro nome....é vero!

Lindo !

Beijos

Mirze

Mai disse...

Há prima que é Vera e é fogo.

P.S.

Volto prá te ler devagar.

cheiro