segunda-feira, 4 de abril de 2011

543 - sobre o ofício do desassossego das pedras


Calhau ou seixo deixo-me ao encontro de rios
Sou todo leito espargindo mansidão mineral

25 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Assis, meu querido
Dois versos assim, bastam...
Belíssimos!
Abraço da
Zélia

Eurico disse...

Essa é uma lição das coisas, que tua poesia me passa, logo de manhã...

Grato, Poeta.
Valeu por uma sessão de yoga. rs

Eurico disse...

Essa é uma lição das coisas, que tua poesia me passa, logo de manhã...

Grato, Poeta.
Valeu por uma sessão de yoga. rs

AC disse...

Parte ínfima - mas, a seu modo, sublime - do grande cenário...

Abraço

Everson Russo disse...

Mansidão,,,tudo que precisamos...abraços de boa segunda...

Sandra disse...

um rochedo de talento...
Beijo

Adriana Godoy disse...

Uau..mineral mais poético esse! beijo

Ribeiro Pedreira disse...

redondamente pedra de seixo

Celso Mendes disse...

Belo, belo, poeta!

Grande abraço!

Raíz disse...

ASSIS!

Mineral, ou qualquer pedra preciosa lhe cai muito bem!

Espetáculo!

Beijos poeta MIL!

Mirze

Tania regina Contreiras disse...

Está dito, belamente. E ponto!
Beijos, Assis

Luiza Maciel Nogueira disse...

e esses versos que espargem logo pela manhã, encontram olhares perdidos, salvam a íris

beijos

Sam disse...

Espalho-me nas margens
afogo-me as vontades.

Meu carinho, Assim.

Cris de Souza disse...

sou toda ouvidos...

beijo, mestre!

Cris de Souza disse...

(nem direi que lembrei do manoel de barros)

Batom e poesias disse...

Ai que verso gostoso, Assis.

Ouvi até o barulhinho das águas nas pedras.

bj
Rossana

Sandra Botelho disse...

Na mansidão de rios...De riachos...
lavo meus pés em aguas puras e corro aos teus braços.
beijos achocolatados

Quem sou? disse...

Deixar-se moldar pelas águas...

Beijinho de rio amazônico, Assis!

Í.ta** disse...

as pedras são muito merecedoras disto.

grande abraço!

Van disse...

E desassossegas os seixos e as almas com sua poesia, tão profunda, tão linda

Tuca Zamagna disse...

E apara nossas arestas. Granito tosco, rolo liso e transparente, cristalizado.

Abraço

Lívia Azzi disse...

Inquietação mineral...

Beijo!

Ingrid disse...

tanto em tão pouco Assis..
beijo

dade amorim disse...

Mansidão que só nos rios é verdadeira.
Beijo.

NãoSouEuéaOutra disse...

o poeta que aqui se expande acrescenta sangue de sentir às minhas veias...