terça-feira, 21 de junho de 2011

621 - Canção de antevéspera para desígnios alheios

a partir deste poema de Jorge Pimenta

a gás e fogo se consomem as palavras
nódoas de uma história civilizada
os frutos já não apodrecem:
volatizam-se em sementes,
somente o tempo avança sobre tudo
e espreita o ar de indagação dos girassóis

18 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Frutos volatizando-se em sementes...belo isso, Assis! Poeta inspirando poeta, duas feras: Assis e Jorge!
Beijão

Wanderley Elian Lima disse...

O tempo não perdoa. Ele é cruel.
Abraço

Sandra Botelho disse...

Sementes que o tempo transforma em flores e brevemente em frutos novamente, eis o ciclo divino da vida.
beijos achocolatados

Everson Russo disse...

Palavras e tempo, aliados da vida...abraços de bom dia.

Jorge Pimenta disse...

assis,
ai esses teus dedos caleidoscópicos que tudo quanto tocam transformam em palavras de verdade e beleza infinitas.
um abraço deste teu seguidor que não o é apenas na convenção electrónica, mas, sobretudo, na convicção estético-literária!

Ingrid disse...

maravilhas que se completam ..
beijos Assis..

Ira Buscacio disse...

Mão que continuam mãos alheias, como semmente que se desdobra em semente.
Bárbaro, Assis querido.
Bj

Luiza Maciel Nogueira disse...

lindo esse pulsar de versos e ecos, gás e fogo em explosão poética - Jorge e Assis

Beijos

M.C.L.M disse...

"As palavras não sabem morrer..."

Bjo Assis!

Celso Mendes disse...

a gás e fogo o tempo avança sem nada explicar aos girassóis.

suas figuras são únicas e geniais.

abraço!

MIRZE disse...

Sublime!

...e espreita o ar de indagação dos girassóis.

Beijo

Mirze

Bípede Falante disse...

Assis, sabe que sempre achei que os girassóis nos indagam e nos odeiam?! Não há um que sobreviva a um vaso sem perder o sol e a curiosidade com a vida.
beijoss

Catia Bosso disse...

Os girassois indagam....

bj

Analuz disse...

Belo compasso!

Beijinho de terça-feira,Assis!

Lara Amaral disse...

A sede do Jorge com a umidade do Assis. Hoje eu durmo na temperatura ideal.

Beijo!

José Sousa disse...

Amigo Assis, a natureza é quem rege por isso o tempo avança!


Um abraço e um belo dia

Cris de Souza disse...

palmas pros bem-quereres!

dade amorim disse...

Demais, Assis!