segunda-feira, 4 de julho de 2011

634 - pouca polca para olhos esguios

eu te fitava lábios, seios e coxas
inteiro no bem-me-quer de vadio
faltava dança na frase que urdia
mas fez choro em rude sinfonia

12 comentários:

Everson Russo disse...

Sinfonia do desejo,,,dos apelos aos carinhos...abraços de boa semana.

Zélia Guardiano disse...

Um encanto, Assis, embora eu duvide muito: jamais, em tempo algum, faltou ou
faltará dança numa frase sua...
Abraço da
Zélia

Cris de Souza disse...

" inteiro no bem-me-quer de vadio. "

delícia de verso!

nina rizzi disse...

- toca o encontro...

MIRZE disse...

Preste mais atenção!

Se faltar dança, faça o que Nininha diz.

Beijo poeta!

Mirze

Catia Bosso disse...

Belo maestro dos sentidos...

saudades daqui, andei meio ausente, mas ja li todos que deixei em haver...

bj

Ingrid disse...

e que dança boa...
beijos..

Wanderley Elian Lima disse...

Fitava o prazer que não pode ter.
Abraço

dade amorim disse...

Cena pintada.

Beijo, Assis.

Anônimo disse...

poemas é que nunca faltam sempre a bailar nas pontas dos dedos e na, tão óbvia língua. estamos a um pouco de 666, seremos 3 deitados... inspiração para esse dia...

abraço, nãosoueuéaoutra

Luiza Maciel Nogueira disse...

esse choro de rude sinfonia

quero ouvir algo assim ainda um dia

beijo

LauraAlberto disse...

os lobos uivam nas noites de lua cheia

Beijo

Laura Alberto