quarta-feira, 5 de outubro de 2011

727 - dicionário mínimo para entornar alvoroços

VI

Apaziguei-me de soluço em súbito salmo
Disso resulta a convivência imprecisa
Entre as bruscas levitações de pássaro

Dou ímpeto de asas às palavras arredias
Com elas vou construindo esse paralelo
Cujo fervor e desencontro são amálgama

14 comentários:

MIRZE disse...

Palavras aladas no mais alto sumo: o salmo!

LINDO!

Beijo

Mirze

dani carrara disse...

"palavras arredias."

bjo

Everson Russo disse...

Que essas palavras ganhem o infinito já que aladas são...abraços de bom dia,.

Batom e poesias disse...

Tua poesia é alada.

bj
Rossana

teca disse...

Seus versos sobrevoam a minha alma e eu me entorno em alvoroço...
Um beijo imenso, poeta!

Andrea de Godoy Neto disse...

se tuas palavras são arredias, nem imagino. Tudo o que percebo são as revoadas...

beijo

Lídia Borges disse...

Um dicionário que não é mínimo porque sabe abrir o céu ao voo das palavras.

Um beijo

Tania regina Contreiras disse...

Palavras ruflando asas em tuas mão! :-)
Beijos, menino!

Vais disse...

Ei,Assis,
de seu dicionário mínimo(que de mínimo pouco tem)fiz um ajuntamento de palavras entornando alvoroços
amanhecimento silêncio aurora dissonâncias lume vestígios veredas duendes alumbramento assombro arrebatamentos estrela amálgama cingir algibeira incomum barrancas lamber vertigem soluço levitações ímpeto arredias paralelo fervor

vasto dicionário

beijinho

dade amorim disse...

Esse é um dicionário do incomum e da beleza alada.
Beijo beijo.

Jorge Pimenta disse...

que palavras se tornam pequenas em glossário de asas tão revoltas e escorreitas?
abraço!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"às palavras arredias"
e quantas vezes elas são assim

Cris de Souza disse...

Vai me desculpar, mínimo é uma palavra que não combina contigo. És o máximo, mestre!

Beijo, caríssimo!

Notinha: ainda que caladinha não perco uma linha.

Ingrid disse...

sentir-te sem receios..
beijos sempre querido..