terça-feira, 18 de outubro de 2011

740 - canção em voo de vespa e assovio

teu calor é alheio ao meu querer
mas conspiram em ti colmeias
um eu todo retorcido em néctar
que empunho fábula e princesa
dou-me vida inteiro neste ferrão

14 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Um belo poema alado, Assis! Só você pra dizer, assim, coisas indizíveis...

Beijos,

Everson Russo disse...

Um doce querer entre mel e desejos...abraços de bom dia.

Cris de Souza disse...

fabuloso!

Zélia Guardiano disse...

Ah, que certamente por aí há de adejar abelha raínha...
Lindo demais, Assis!
Abraço

Luna Sanchez disse...

Puro mel.

=*

MIRZE disse...

Estupendo!

As abelhas agradecem e oferecem a geleia REAL!

Beijo

Mirze

Andrea de Godoy Neto disse...

poema quente, assis, entre ferrão e néctar...
excelente imagem!

um beijo

Bípede Falante disse...

Assis, rio e sorrio e me sinto feliz sozinha ao te ler :)
beijoss

Iara Maria Carvalho disse...

belo belo

Jorge Pimenta disse...

mel dourado sobre desejos e ferrões.

Rejane Martins disse...

há umzumzum no céu, há umaluademel, rodasol e o mundo girainteiro.

Daniela Delias disse...

Ô beleza!!!

Ingrid disse...

superas-te..
beijos querido..

dade amorim disse...

Lindeza pura.
Beijo