segunda-feira, 24 de outubro de 2011

746 - canto de insolência para bico de pássaro

oh! flor de tão vário cantar
quem dera o visgo no verso
para te cortejar voo pássaro

colher a brisa dos teus dons
essa ventania que ascende
e faz apetecer-me o achado

10 comentários:

MIRZE disse...

MARAVILHA!

"quem dera o visgo no verso"

AMÉM!

Beijo

Mirze

Everson Russo disse...

Ventania que leva e traz bons sonhos...abraços de bom dia.

Tania regina Contreiras disse...

Canto bonito de se ouvir, e eu aqui não te leio, te oro pelos versos, que assim seja, tua poesia é oração matinal!
Beijos, poeta!

Vais disse...

UAU!!!
canto de ousadias
colher a brisa que vira ventania e ascende e espalha a chama, o fogo, o canto

beijo pra ti

Rejane Martins disse...

voo pássaro - o canto em si - em toque delicado de bico de pena.

dade amorim disse...

Esvoaça o pássaro e colhe a brisa.
Beijo, Assis.

Nicast disse...

Olá, passando para ver as novas historinhas,rs..

afago teus versos

bjo

Analuz disse...

passando para regar a alma...

beijinho, poeta Assis!

Adriana Karnal disse...

um verso viçoso.

Cris de Souza disse...

esse mestre tem uma lábia...