sábado, 26 de dezembro de 2009

75 - Ode para nós

Todo o passado se abismou
Na vertigem desses passos
Fizeste aurora e crepúsculo
No movimento de um corpo

Insuflaste desejos e pecados
Que houveram de se cumprir
E puseste os olhos em vigília
No desconcerto do nosso dia

2 comentários:

Mai disse...

Um homem deslumbrado ante a formosura.
alumbramento poético.
Um concerto de sorrisos.

Eu realmente gosto de ler você.
é leve, é bom.

Karinne Santiago disse...

Vício amante...

Beijos!!!