terça-feira, 21 de setembro de 2010

344 - poema para as primeiras águas do sertão

foste a perdição da grande lua
o desencontrar-se na vereda
o bulício da moita rasteira
o arroio espargindo cachoeira

foste ainda o olho e a estrela
a janela, a rede, a varanda
o solitário gesto da ausência
após cumprir faina e obediência

18 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Foste a junção dos mais variados sentimentos, da angústia ao prazer. Foste a referência.
Abração

Everson Russo disse...

O solitario gesto da ausencia,,,,essa frase é bastante forte e chamativa...abraços de bom dia.

lírica disse...

Que bonito Assis!
bejin

Zélia Guardiano disse...

Assis querido
Procurei, procurei um verso para colocar aqui, à guisa de mote para o comentário, mas não deu: é tudo tão lindo! Não tem escolha...
Poema simplesmente maravilhoso!
Grande abraço!

Bípede Falante disse...

E fica a sensação de que será ainda mais!
bj.

Angélica Lins disse...

"o solitário gesto da ausência"

Singelamente belo!
Beijo caro poeta.

Ingrid disse...

"a perdição da grande lua"..
certamente.
Imagens belas para visualizar e sentir..
um beijo.

Eder Asa disse...

E que venha as primeiras águas do sertão, porque, cá em Minas, estamos precisando muito!

Lindo poema, Assis!

Preciso dizer que sou seu fã? Abraço.

Gerana Damulakis disse...

Todos os versos são belos.

Oria Allyahan disse...

Palavras fortes para aquilo que muito se espera!

Lindo!

Abraços

^^

Lara Amaral disse...

Harmonia de palavras que guiam os córregos às secas.
Lindo!

Luiza Maciel Nogueira disse...

as vezes na tua poesia- de tão profunda preciso ler e reler para incorporar tudo - cada vez que leio tenho uma sensação diferente - uma frase/palavra que ainda não tinha visto - sensacional!

BEIJOS

nina rizzi disse...

toda vida que eu ler a palavra 'faina', vou me lembrar do 'repto', de vinicius de moraes. porra, assim que é bom fazer a guerra.

beijos.

Fernand's disse...

devastadora. se assim posso concluir!

rs

bjs meus

Branca disse...

Belíssimos versos encontrei aqui! Parabéns pela sensibilidade!

Everson Russo disse...

Um bom dia pra ti amigo,,,abraços

Lau Milesi disse...

Lindo, melodioso, cheio de acordes doces. Parabéns!!!
Adorei!
Beijo

Mirze Souza disse...

Assis!

Deve ser bom ser "a perdição da grande lua"!

Que imagem!

Beijos

Mirze