domingo, 22 de maio de 2011

591 - cantábile para alfabetos em rotação

tínhamos o convívio tosco dos enamorados
cuja variante de olhares não se despregam
e cuja cútis reflete o rubor das descobertas
   tínhamos o incêndio da página vazia
   na ânsia desordenada das caligrafias

16 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Ah, como arde esse incêndio, meu querido Assis...
Muito lindo!
Tenha excelente domingo.
Abraço da
Zélia

MIRZE disse...

Caramba, ASSIS!

Assim já é ultrapassar todos os limites.

EXCELENTE!

Beijos, poeta MIL!

Mirze

Everson Russo disse...

Tinhamos talvez a pressa do amor ainda não encontrado,,,abraços de boa semana pra ti amigo.

Jorge Pimenta disse...

todo aquele que um dia teve jamais deixará de ser.
um abraço, poeta!

Sam disse...

eu ainda o tenho e gosto dessa mesma tolice de enamorar nas curvas do mesmo caminho, em horários diferentes.
Meu carinho, Assis.
saudades
Samara Bassi.

Primeira Pessoa disse...

ou, o incêndio da página cheia.

chuva de letrinhas.
a vida, um dia, foi feita só (e apenas) de poesia.

beijão do

r.

Sandra Botelho disse...

Eramos amantes enamorados...beijos achocolatados

Lara Amaral disse...

Um calor passageiro, quase infinito enquanto queima.

Beijo.

Eder Asa disse...

Concordo que você, supreendentemente, se supera Assis!
Deu vida ao meu domingo. Ardeu...

Emoções disse...

Os poetas não são azuis nem nada, como pensam alguns supersticiosos, nem sujeitos a ataques súbitos de levitação. O de que eles mais gostam é estar em silêncio - um silêncio que subjaz a quaisquer escapes motorísticos e declamatórios. Um silêncio... Este impoluível silêncio em que escrevo e em que tu me lês.

Daniela Delias disse...

É fogo, é fogo...

Luiza Maciel Nogueira disse...

incêndio explosão em versos

bjs

Ingrid disse...

uau!..calor de pele e sentidos..
beijo poeta..

dade amorim disse...

Ânsia de ler o que dizem essas caligrafias.

Beijo, Assis.

Nilson disse...

Caligrafia do dia-a-dia: letras vincando a página vazia.

Í.ta** disse...

o incêndio das páginas vazias.

excelente!

abraços