terça-feira, 6 de julho de 2010

267 - poema lúdico encontrado na rua

p/R. Piva

Põem-se guizos no verbo do dia
Assoar consoantes, fonemas nasais
Eu caçôo nas veredas, vielas e becos
Vamos tu e eu a jantar os dejetos
Num banquete de cama e carnaval

14 comentários:

Everson Russo disse...

Bom esse banquete...abraços amigo e um belo dia.

Lara Amaral disse...

O seu poema e o do Julio Rodrigues foram as melhores homenagens que vi a ele. Perfeito!

Beijos.

Zélia Guardiano disse...

Verbo
Consoante
Vereda
Beco
Viela
Fonema
Tudo
A exalar
Perfume:
Verbena

Ribeiro Pedreira disse...

na cama, carnaval é o verbo e os dejetos, certeza.

Tania regina Contreiras disse...

Uma homenagem que tem a sua cara, Assis, e nem preciso dizer que agrada total!
Abraços,
Tânia

Gerana Damulakis disse...

Excelente homenagem a Piva.

Marcantonio disse...

Quem dera encontrar, numa das esquinas da cidade, um poema como esse, brilhando entre os dejetos umbrosos do dia!

Abração!

Mirze Souza disse...

Bela homenagem!

Caçoar nas veredas, vielas e becos!

Incrível!

Beijos, poeta!

Mirze

ErikaH Azzevedo disse...

Tu tens gosto de palavras ..ô menino! As mais inspiradas, respiradas, sempre sempre exaladas!

Que bom sorver este mesmo ar que vc.

Bjos

Erikah

Jorge Pimenta disse...

não conhecia piva até o roberto o ter homenageado. pesquisei uns tantos traços e linhas e encontrei o reflexo do teu poema, assis. bravo!
um abraço!

Angélica Lins disse...

Colocastes gizos em meu espírito ao ler-te. Ecoa em mim o som da tua poesia.


Abraço

líria porto disse...

yesssssssssssssss!!! clap clap clap! u ainda não consegui falar com piva...

besos

nina rizzi disse...

maravilha, menino. vomitamos e nos comemos.

beijos.

nydia bonetti disse...

com toda certeza, piva aplaudiria... este poema "é a cara dele". beijoos