segunda-feira, 15 de agosto de 2011

676 - poema para a alegria de Bach e floração de Vincent

quando eu era menino e ouvia bach
havia jesus na alegria dos homens

depois eu adulto, só e desencontrado
caem-me as tintas de tosco entardecer

perambulo no esquecimento desperto
procuro a orelha esquerda neste trigal

van gogh se aproxima com os pincéis
breve teceremos cantata de girassóis

13 comentários:

Eurico disse...

Assis, o Paêbiru tá no youtube.
Tem muita coisa do Lula Côrtes, em parceria com o Zé Ramalho, por aqui, rapaz. Coisa boa e rara!

Abç

Eurico disse...

O ocaso é um tema sério.
Mas não deve ficar na alma por muito tempo.
Afinal, o Sol sempre retorna aos girassóis.

Abç fraterno.

Everson Russo disse...

Perfeito as tintas do tosco entardecer...abraços de bom dia.

MIRZE disse...

ASSIS!

Eu toparia fazer uma cantata de girassóis. Guiados pelo espírito de Van (para os íntimos) seria o "must"!

Beijo

Mirze

Luiza Maciel Nogueira disse...

tudo do melhor, Van Gogh, poesia e Bach - não faltou mais nada - há talvez um prato culinário ,rsrs. brincadeira Assis. Tá é demais de lindo! bjs

Adriana Karnal disse...

estou num sarau...belo

Marcantonio disse...

Belíssimo! Pintar uma cantata de Bach, transpor para vozes corais o polifônico amarelo de Van Gogh... seria divina essa transmigração das almas da arte!

Grande abraço, Assis.

Rejane Martins disse...

texturas de sensibilidade numa sutil graduação em nuance de som e cor, num empaste sonoro resplandecente - um melisma poético.

Bípede Falante disse...

Nossa, Assis, esse poema está mesmo genial!!

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Assis,
Poema para a alegria dos homens...

Abraço e girassois,
Pedro Ramúcio Pêdro.

nina rizzi disse...

bandeiriano.

ô, vi dia desses que descobriram, por cartas trocadas, que a orelha na verdade teria sido cortada pelo gauguin...

beijo.

dade amorim disse...

Bonito demais, Assis. E eis de volta os girassóis.
Beijo.

Ingrid disse...

linda imagem querido..
beijos perfumados..