sábado, 2 de outubro de 2010

355 - Mínimas variações sobre o rapto da donzela em flor

Eu que vi campanários
E construí arrebol todo azul
Para acolher as sedas deste olhar
Agora me vejo neste sortilégio
Entre as águas que me pejam
Todo o coração, e a estrada que
Lancina montaria e cavaleiro

17 comentários:

Ingrid disse...

suas palavras me são leves..
me levam longe Assis.
um beijo e bom final de semana.

nina rizzi disse...

nossa, parece-me àquela pseudo-donzela de que me encho de despeito.

Everson Russo disse...

Então pegas e guardas esse coração...abraços de bom sabado pra ti amigo.

Wanderley Elian Lima disse...

Nem todas as expectativas são correspondidas. Faz parte da vida.
Abração

Mirze Souza disse...

Muito LINDO!

Assis, já tens o cavalo. Ao rapto!

Beijos

Mirze

Zélia Guardiano disse...

...estrada que lancina montaria e cavaleiro...
Maravilha, meu grande poeta!!!
Abraço apertado!

Bípede Falante disse...

Assis, como você consegue ser tão produtivo com tanta qualidade??
bj.

Feeling what the other feels disse...

Não tem jeito, é vir aqui e viajar num show de imagens. Correr o mundo, por cores, águas, olhares e corações diversos, acerca de mim.
Deixo um bejo meu'

Gerana Damulakis disse...

Bacanas poema e título.

Lau Milesi disse...

E eu "quebrando cabeça" procurando poesia... :) Está aqui ... e é de primeira... Lindo, lindo e lindo, poeta.
Parabéns!!
Beijo

Lou Vilela disse...

Escolha, no mínimo, poética. :))

Abraços

Jorge Pimenta disse...

fizeste-me recuar aos tempos dos 12 de inglaterra, de amadis de gaula, do cavaleiro negro, de herculano...
topoi romântico, este, que me recorda a minha eterna juventude...
tudo era tão verde, viçoso e simples...
um abraço, poeta amigo!

Fred Caju disse...

Ainda bem que ainda faltam 646 pela frente.

Lara Amaral disse...

Margens obrigatórias na essência.

Beijo!

Luiza Maciel Nogueira disse...

essa me deu uma idéia de um azul tão macio, uma cor que não se esquece

beijo

Cris de Souza disse...

Torço por esse romance.

Lua Nova disse...

Assis... o menestrel de Sant'Ana...


Beijos.