terça-feira, 28 de dezembro de 2010

446 - pequeno diário de rasa profundidade (romanza)

entre mares, cambraias, finas redes
caem-me lágrimas de muitos sais
sol e solidão em maresia me ardem
cultivo foices na paisagem desolada

entre mares, cambraias, finas sedas
caem-me em cordas uma rubra sede
noite e estrela em romaria e alarde
adaga e punhal rasgam a madrugada

21 comentários:

Everson Russo disse...

Que essas noites sejam inspiração aos movimentos de poesia...abraços de bom dia.

AC disse...

O poeta e as suas circunstâncias...
Sempre belo!

Abraço

Lari Medeiros disse...

"caem-me lágrimas de muitos sais"

E os olhos que lacrimejam ardem.
Teus poemas são demais.
Parabéns!

Tania regina Contreiras disse...

caem-me em cordas uma rubra sede...

Verso lindo, Assis! Versos lindos...

Beijo,

Zélia Guardiano disse...

Cambraias
Lágrimas
Maresia

Mares
Redes
Sedas
Finas

Madrugada
Desolada
Punhal
E
Foice

Ah, Assis...
Empresta-me tuas palavras!

Luiza Maciel Nogueira disse...

:), belo sim Assis e com toda a profundidade dos mares! tantos de poesia! bjs

Pablo Rocha disse...

Entre pequenas coisas nos construímos de fato.

Abraços!

Pablo Rocha disse...

Entre pequenas coisas é que fazemos nossa história e poesia.

Abraços, Assis!

Por que você faz poema? disse...

Adeus, ano novo!

Belos e Malvados disse...

Adoro os sons deste poema. Mares, cambraias, lágrimas, rubra... Perfeito.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Assis
A solidão ,as vezes fere como um punhal afiado.
Abração

Lara Amaral disse...

Vc é tão musical, meu amigo, ler-te me (en)canta.

Beijo!

teca disse...

Os seus versos têm muita imagem, muita vida, uma força... adoro...

Um beijo.

Dario B. disse...

Finas palavras tecem poesia, alardes internos.

Daniela Delias disse...

Teu poema também rasga esta madrugada aqui...bjos, meu amigo. E um belo 2011!

Mirze Souza disse...

ASSIS!

Sempre perfeito, mesmo com adaga e punhais!

Beijos, poeta MIL!

Mirze

Lídia Borges disse...

As paisagens que os olhos pintam em telas de desolação...

Os seus poemas são vivos. Já lhe disse?

Um beijo

Cris de Souza disse...

finérrimo!

Lau Milesi disse...

Belíssimo, tal qual Romanza de Bocelli.Digno de uma moldura, sinceramente, Assis. Parabéns!!
Um beijo

Eder Asa disse...

É o que chamo de incontestável talento!

Anônimo disse...

par les sois bleus d' été, j'irai dans les sentiers...
belle poème.
...qui est ce curieux, cet homme? pourquoi cette accusation contre moi? Répondez, s'il vous plaît.