segunda-feira, 2 de agosto de 2010

294 - A augusta tradição II


Meu poema João Cabral melodiando,
nos Barros, na terra suja dos sem nomes,
alvíssima Bandeira, ser dos montes Drummond
arder Andrades, na Cruz de todos que sejam,
participo eco de Ferreira, som do sopro de um assovio,
daquela Adélia, fresta de lábios contra a luz,
fio de Cecília a esculpir, na vinda Hilda vida enfim.

18 comentários:

Jorge Pimenta disse...

inclino-me em reverência, seguro o chapéu na mão e deixo que a memória de alguns dos maiores que aqui invocas circule dentro nas avenidas do sangue... augustamente.
um abraço, amigo assis!

Marcantonio disse...

Extrato concentradíssimo da alquimia poética!

Grande abraço!

Everson Russo disse...

Belissima construção...abraços de otima semana.

Ana SS disse...

quanta coisa boa num só poema.

Tania regina Contreiras disse...

Só gente boa, Assis. junto-me à homenagem...
Beijos,
Tânia

Mirze Souza disse...

Belo demais, Assis!

E que passeio pelos meus poetas favoritos!

Um forte abraço!

Mirze

Gerana Damulakis disse...

Adoro poemas com poetas, sugere a intimidade do universo poético.

Wilson Guanais disse...

todos Poetas que eu gosto.

abraço;

Luiza Maciel Nogueira disse...

dos grandes guardamos um pouco da contemplação

beijos

Naty e Carlos disse...

O caráter e a inteligência podem impressionar as pessoas, mas é o amor que damos a alguém que nos faz brilhantes e inesquecíveis
Boa semana
Bjs

Insana disse...

Deliciaa

bjs
Insana

Primeira Pessoa disse...

esse poema deveria se chamar "time dos sonhos"...
é seo zé de assis...

fica mexendo com a gente, cutucando o poema com pena curta...

a poesia já te mordeu.

Daniela Delias disse...

Adelia, Cecilia, Hilda...o que mais seria tão lindo? Ah, sim... eu teria Assis. Bjo no coração.

Lara Amaral disse...

Preciosidades!

Beijos.

Zélia Guardiano disse...

Assino embaixo mil vezes, querido Assis!
E faço minhas as palavras do Roberto...
Grande abraço!!!

Mai disse...

Eu daria tudo prá estar em um sarau com todos eles. Você faz isto.

cheiro

Lou Vilela disse...

Bem urdido! - Excelente seleta.

Bjs

Rejane Martins disse...

...pressente lábios em líquido sorriso, tua augusta melodia, seiva soave, presente suave.