sábado, 28 de agosto de 2010

320 - Suíte sertaneja para o visgo de paixão do menestrel enluarado pela princesa do alvorecer

Uma noite sonhaste a rua
Como quem anuncia o vento
E anseia a liberdade

E eu tangendo quimeras
escondia sob o peito
Este coração enluarado

Na solidão das paisagens
Cruzamos o destino retirante
E de encontros e assombros

ficamos rijos nos olhares
nesta janela de par em par
inesperadamente esperados

17 comentários:

Everson Russo disse...

Bela solidão em noites...abraços de bom sabado.

Gerana Damulakis disse...

Nossa, muito bonito!

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Assis,
Tangendo quimeras: rendo-me...

Abraço rendido,
Pedro Ramúcio.

Lau Milesi disse...

Geente, que-lin-do!!!

...{E eu tangendo quimeras
escondia sob o peito
Este coração enluarado...)

"Luarizei-me",diante de sua sensibilidade,poeta Assis.
Parabéns!!

Um abração

E.T. Obrigada por sua generosa e sensível visita. Me fez muito bem, acredite.

Lara Amaral disse...

Quero uma serenata assim! =)

Feeling what the other feels disse...

Inesperadamente esperados são as belas palavras, e versos em melodia lidos aqui a cda dia. Assis, sempre um presente. Um ótimo fim de semana pra nós. Forte abraço.

Maria Andrade disse...

finjo não ter um coração enluarado.

Fred Caju disse...

Como sempre títulos avassaladores!

Mirze Souza disse...

"...e de encontros e assombros ficamos rijos nos olhares"

LINDO, Assis!

...e eu tangendo quimeras!

Um beijo, poeta!

Mirze

jefhcardoso disse...

"Rijos nos olhares"

Assis, entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar. http://jefhcardoso.blogspot.com

Daniela Delias disse...

Tenho a impressão de que esses destinos retirantes nos presentearam com um encontro. Sim, és presente pra todos nós que te buscamos diariamente aqui. Beijo!

Oria Allyahan disse...

Entre o "tanger de quimeras" e os "olhos rijos", eu fico com o inesperar esperado...

^^

teca disse...

Adorei vir aqui... vou te lendo aos poucos... admirando seus versos...
Felicidade!

Beijos.

Tania regina Contreiras disse...

Arrebatador, Assis, e me pergunto como podes, a cada dia, ser novo e redobrar a beleza nos poemas! És um enigma, caro amigo... Surpreendente sempre.
Beijos

dade amorim disse...

Uma beleza, Assis.
Obrigada pelo carinho e pelas coisas lindas que você escreve.
Beijo.

Andrea de Godoy Neto disse...

Assis, esse é de prender o suspiro no peito, de tão lindo!

beijo

Márcia Cristina Lio Magalhães disse...

Lindooooooooooooo!